Segunda-feira, 16 de Outubro de 2006

Entrevista à Helga

"Queria ser cantora!"
Cristina Cavalinhos fala sobre como é representar uma alemã com humor!
 

A Cristina já fez de tudo um pouco: teatro, televisão, cinema e até dobragem de desenhos animados. Quem não se lembra da voz da actriz no Dragon Ball e outras séries animadas que inundavam a televisão até há bem pouco tempo?

Tudo lhe dá prazer e Cristina dá as boas vindas à diferença. O sentido tridimensional do teatro é muito importante para actriz e permite o domínio daquilo que se está a fazer.

Já em televisão é mais trabalhada a rapidez e os tipos de memória e técnicas utilizados são diferentes.

Em pequena, Cristina sonhava ser cantora e não actriz. Ainda frequentou dois anos de aulas de canto no Conservatório mas foi obrigada a desistir por não conseguir conciliar todas as suas actividades.

Não admira que de vez em quando ouçamos a Helga entoar umas notas aqui e ali durante os episódios da Floribella! O desejo de regressar às aulas de canto continua lá. Talvez um dia.

A fazer a Floribella e a dar aulas de teatro a crianças, Cristina está habituada ao carinho dos mais pequeninos. No entanto, só durante a parada de aniversário da SIC é que a actriz se apercebeu do quanto Helga é acarinhada.

Nunc apensei que a Helga fosse tão acarinhada porque não é das personagens mais importantes da Floribella mas é muito bom saber que o público adora a Helga e que gostam do trabalho dela e o acompanham.

Aliás, depois da parada, Cristina descreve um momento engraçado:

Depois da parada, a forma que eu achei melhor de sair de lá, porque os fãs não nos estavam a deixar sair e nós tínhamos de sair de lá, foi meter-me no metro.

E aí foi fácil porque no metro está a viver-se outra realidade. Nas duas primeiras paragens ainda são pessoas que vêm da parada.

Mas a seguir já ninguém...as pessoas olhavam mas não percebiam bem de onde é que me conheciam. À saída do metro - eu tenho uma paragem mesmo ao pé de minha casa - sinto um carro travar à minha frente e saíram de lá duas crianças que já estavam desesperadas porque já não me conseguiam ver.

Tinham estado ao pé de mim mas eu não lhes consegui dar autógrafos. E quando já estavam mesmo a chegar a casa descobriram que a Helga morava mesmo ao pé delas e aí ficaram felizes. Não estavam a acreditar que eu estava mesmo ali ao pé delas.

A Helga é realmente uma das personagens mais amadas da novela da SIC, da qual a actriz faz um balanço muito positivo. A Helga é uma personagem que dá muito trabalho por causa do sotaque mas que gosta muito de fazer. É uma personagem que tem tido progressão na vida pessoal. Até arranjou um namorado!

O papel de empregada já não é novidade para a Cristina, que aceitou o papel apenas porque a Helga era uma empregada diferente: é alemã, vive cá mas não se adpta e não sabe falar bem português. Segundo a actriz, a pesquisa para a personagem foi das coisas que lhe deu mais prazer e Cristina até contou com a ajuda do Herman!

Apesar de também já não ser nova na ficção de comédia, a actriz é da opinião de que se deveria apostar mais nas novelas com forte vertente cómica. A Cristina adora rir e fazer rir!

Para os fãs, um conselho:

Acreditem nos vossos sonhos. Levem bem a vossa vida para a frente. Que a Floribella faça parte das vossa vida. Mas que a vossa vida seja a vossa vida.

publicado por Mia às 22:16

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. SuPeR-MÃe

. ...

. A história...

. Videoclipe e letra da Mús...

. Entrevista

. Floribella 2!

. De regressoo!

. Encerro ou não?

. O novo Príncipe:

. Voltámos a falar com Flo...

.arquivos

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds